Mãe, a sabedoria em pessoa

Há alguns dias atrás tive uma conversa com alguém muito próximo relativamente a lições de vida e sobre quem, acima de tudo, teve uma grande influência nas primeiras lições que me marcaram e não pude deixar de reparar que maioria das lições que me acompanham foram adquiridas através da minha mãe.

Nem sempre sou a melhor a demonstrar o quão ela realmente marcou o meu crescimento e as minhas visões do mundo, mas sei que quando se trata de escrever consigo fazer algo melhor e, por isso, aqui estou perante o meu teclado com a ideia de fazer algo diferente como celebração do dia da mãe no meu pequeno espaço. Por isso, se tiverem curiosidade em descobrir algumas das maiores lições que ela me deu aqui estão!

Trabalhamos árduo por um objetivo

Muitas vezes, podemos pensar “para quê matar-me a trabalhar?” ou “porque é que trabalho tanto?”. Cresci com esse pensamento no que toca aos meus pais, não conseguia entender a necessidade, foi preciso crescer para começar a ver mais à frente. Não só é o trabalho árduo que põe comida na mesa e faz com que não falte nada, como é com ele que sonhos de vida, sejam eles grandes ou pequenos, demorem muito ou pouco, se realizam.

Família é prioridade

Por mais ocupada que a minha mãe esteja ela sempre me fez perceber que há sempre tempo para a família. Para um telefonema, uma visita a casa ou um café. E, acima de tudo, que tradições são sagradas e mesmo que achemos que não quando elas falham custa mais do que nós pensamos.

Vai à luta pelo que queres

Se há algo que eu valorizo ter aprendido é a capacidade da minha mãe chegar à frente por ela mesma para conquistar o que sempre desejou, sem depender seja de quem for. Ela é a primeira a organizar-se, fazer um plano e ir buscar o que quer.

Sê o rochedo de quem sempre foi o teu

Esta lição foi aprendida muito recentemente… Nós crescemos e achamos que os nossos pais são invencíveis, que eles sempre nos irão proteger e nada os pode deitar abaixo, mas a verdade é que eles são tal como nós pessoas vulneráveis. Se valorizas alguém lembra-te que tal como ela sempre te protegeu e te apoiou, um dia terás de te chegar à frente para fazer o mesmo e mostrar-lhes que ser vulnerável também é um ponto forte.

Confia no teu instinto

O meu pai costuma brincar que eu e a minha mãe temos um sério caso de quando não vamos com a cara de alguém estamos quase sempre corretas. Quando era nova, apesar disso acontecer, eu não ligava muito e isso rendeu-me, muitas vezes, desilusões. Hoje, sei que mesmo podendo ser falível devo seguir o meu instinto. É preferível entrar com as defesas levantadas e descobrir alegria, do que entrar com esperança e sair magoada.

Não há quem conheça melhor o teu corpo que tu

Por mais que te digam o contrário e que nada está errado confia em ti. Procura por ajuda, por outra opinião porque o que para os médicos pode não parecer nada por não ser os sintomas comuns pode, na verdade, ser algo. Todos os corpos são diferentes e não se pode acreditar que todos experienciemos dor ou reações de igual forma.

Para perdoar é preciso coragem

O mundo não é perfeito e, por vezes, pessoas pelas quais fizemos tudo magoam-nos, à séria até, e a verdade é que eu sempre pensei que não era possível perdoar essas, rancor seria o normal, mas isso não é a verdade. Perdoar alguém não significa esquecer o que aconteceu, significa fazer a paz com o passado, saber que não o podemos mudar, mas que há possibilidade de o presente e o futuro serem diferentes.

Publicado por Tânia

Licenciada em Sociologia e estudante de mestrado em Jornalismo. Apaixonada por tudo o que implique o mundo e livros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: