Como gerir o tempo na universidade

Hoje trago-vos um pouco da forma como faço a minha gestão na universidade tentando organizar-me entre aulas, extracurriculares, hobbies e vida social. Podemos dizer que considero-me uma pessoa organizada, algo que acredito que já deu para reparar com o facto de muito do conteúdo que vos trago ir de encontro ao mesmo.

Mas, a realidade é que muita gente tem a ideia de que se nasce com certas qualidades, sendo que inúmeras pessoas já me disseram que gostariam de ser organizadas como eu, mas que não nasceram com essa habilidade. E a verdade é que por mais que consideremos algo parte da personalidade de uma pessoa também nos é possível aprendê-lo. Nem sempre fui organizada, muito pelo contrário, apesar de não gostar de me esquecer de nada muitas vezes tive trabalhos a serem feitos à última da hora porque nem me lembrei da existência deles. Até que houve uma altura em que percebi que talvez devesse tentar ganhar este hábito para não sair prejudicada e, por isso, decidi partilhar algumas dicas com vocês.

Time Management.

É uma competência fundamental para sobreviver, seja na universidade, no secundário ou na vida em geral. Existem várias formas de o fazer, sendo que uma das que eu costumo utilizar quando chega a altura mais caótica dos semestres trata-se de block scheduling. Ou seja, trata-se de dividir as tuas tarefas atribuindo um tempo específico a cada uma.

Este é um exemplo da minha semana atual, não se encontra completo, mas isso também tem haver com o facto de muitas vezes necessitarmos apenas de ajuda em certos dias e é o que acontece comigo, neste caso. Enquanto o início da minha semana é meio caótico e eu tenho de conseguir equilibrar imensas tarefas, para o final deixa de ser necessário tanto planeamento.

Para criar este horário eu agendo primeiro as tarefas inadiáveis e com horário já fixo como as aulas e as reuniões de projetos ou para a realização de trabalhos. Em seguida, pegando na minha lista de tarefas que necessito de realizar começo a distribuir o meu tempo de estudo. E por fim, tenho os blocos livres que, por vezes, têm algumas tarefas ou eventos específicos que quero realizar como tratar daquelas coisas chatas ou praticar um hobbie, por outras fica apenas o espaço marcado sem nada em concreto.

Priorizar.

Esta anda de mão dada com a anterior, pois se pensarmos na forma como expliquei que agendo o meu tempo tem tudo a ver com a forma como eu priorizo a minha vida, mesmo quando se trata de encaixar os meus estudos eu tenho sempre em atenção de compreender quais são as coisas mais urgentes de serem feitas antes de as colocar no horário.

Usar o calendário para agendar eventos.

Não sei quantas vezes já disse isto, mas não importa a forma como te organizas, mas não te esqueças de apontar as coisas. Seja no google calendar, num planner, num calendário de parede ou um bullet journal deixa sempre marcados os eventos importantes como reuniões, entregas de trabalhos e exames. Sem esquecer que o local onde o fazes deve ser algo a que acedas frequentemente ou não vai servir de muito.

Dá uso ao digital.

Estamos na era da digitalização e acho que talvez possamos apelar por aí, se temos espaço no telemóvel para redes sociais e jogos, também podemos tentar instalar algumas apps que nos ajudem na nossa organização, algumas das minhas sugestões são:

  • Google Calendar: Seja o do google ou o do telemóvel em si que podem ser conectados entre si, acredito que é o primeiro passo para qualquer um que queira ser um pouco mais organizado;
  • Trello: Se necessitas de planear um projeto do início ao fim, considero que este seja a app perfeita para tal, visto que permite criar colunas com cada etapa e blocos com todas as tarefas e detalhes que necessitas.
  • Notion: Esta é uma opção um pouco mais elaborada, a meu ver, da anterior. Também te permite estar a par dos projetos e das suas etapas, mas devido à variedade de possibilidades de layouts é perfeita para a criação de listas, tabelas e até para realizares os teus apontamentos. Tudo isto enquanto os podes agrupar em páginas específicas para saberes sempre onde está tudo e ter acesso em qualquer lado.
  • Todoist: És uma pessoa de listas? Então esta é a app perfeita para ti, podes elaborar todas as tuas listas de tarefas aqui e ainda agrupá-las por etapas ou designação do que se referem. Para além do mais tem também a funcionalidade de equipas e notificações para te relembrar sempre das coisas.
  • Any.do: Mais uma maravilhosa app para dares conta das tuas tarefas com a possibilidade de as agrupares e calendário friendly!

Entende como usas o teu tempo habitual.

É muito bonito queremos mudar os nossos hábitos e ser mais produtivos, mas isso não é possível de ser feito sem percebermos qual é a nossa realidade, para isso sugiro que antes de tentares organizar-te, tenta primeiro compreender quais as atividades e qual o tempo despendido nelas num dia do teu quotidiano. Temos muita tendência a agendar o tempo apenas de acordo com aulas e estudo, mas a verdade é que existem outras atividades no nosso dia a dia que nos vão ocupar tempo e que nos podem não surgir tão facilmente. Uma boa forma de fazer este registo é com o Clockify.

Cria objetivos.

Pode parecer cliché e até chato o quanto eu falo em objetivos no que toca a organização, mas estes podem ser os nosso melhores amigos no que toca a ajudarem-nos a melhorar a nossa produtividade. Porque deixamos de depender apenas da ideia de “tenho que estudar” para algo concreto com quantidade e razões para o fazer.

Põe um limite nas tuas tarefas.

Não somos super heróis e podemos sofrer bastante se puxar-mos demais por nós, por isso sê realista e ao tentares gerir o teu tempo pensa quais são as tarefas que se fizeres hoje te vão aliviar o stress e quais ainda podem ser feitas noutra altura.

Encontra o método de planeamento perfeito.

Somos todos diferentes e não é por estipular tempo para cada tarefa resultar comigo que vai resultar contigo, todos temos formas diferentes de trabalhar e deves ter isso em atenção. Até porque mesmo uma única pessoa pode ter fases em que algo resulta melhor e noutras nem tanto.

Tenta agrupar tarefas semelhantes.

Imaginemos! É fim de semana e o dia que tens para limpar a casa, mas também precisas de tratar de um projeto. Primeiro, começa pelo que for mais complicado. Segundo, se tens por exemplo várias divisões para limpar tenta fazê-lo por fases, ou seja, tratar de tudo o que é necessário no quarto e depois passar à cozinha. Esta mesma forma de trabalhar pode ser implementada em qualquer coisa na tua vida, mesmo nos estudos.

Faz pausas.

Como já referi não somos máquinas, por isso por mais que queiras conquistar todas as tarefas que tens para fazer não te esqueças de te dar tempo, de relaxar e fazeres algo que gostas e que não seja visto como uma obrigação. Dá tempo ao cérebro para se voltar a pôr em modo concentração e acredita que é uma grande mais valia quando se trata da tua saúde.

Depois destas dicas, diz-me:

E tu, qual é a dica que darias a alguém para conseguir gerir melhor o seu tempo?

Publicado por Tânia

Licenciada em Sociologia e estudante de mestrado em Jornalismo. Apaixonada por tudo o que implique o mundo e livros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: