Não és só tu!

Vamos, por favor, parar de entrar em pânico, de ser egoístas e acima de tudo hipócritas? Estamos numa altura em que o melhor que temos a fazer é pensar no coletivo, não no nosso umbigo.

Não, eu não vou entrar em pânico porque tenho a pequena noção que sou parte de um grupo que facilmente tem um organismo que consegue com os cuidados de saúde certos lidar com o vírus, mas e os outros? Já pensaram o que pode acontecer se pelo nosso egoísmo o nosso vizinho, o nosso primo mais novo ou o nosso avô apanhar? Existem grupos de risco e é a isso que temos de ter atenção. Porque a verdade é que eu não quero que qualquer um dos meus avós seja afetado por causa do desleixo de outra pessoa e por isso também não vou ser eu a infetá-los ou aos pais e avós de qualquer outro.

Não é altura para comprar 20 embalagens de papel higiénico ou 30 latas de atum. Pelo amor de deus, vocês estão a pensar em alimentar-se à base de atum a todas as refeições ou em fornecer o vosso prédio todo com papel higiénico? Não é altura de nos pormos a ir às urgências por dores parvas ou por coisas que não são de gravidade, existem centros de saúde e linhas de apoio de saúde que, neste momento, devem ser a nossa prioridade. Não é de todo altura de se porem a roubar máscaras e desinfetante em hospitais, quando os profissionais que lá trabalham são os que mais necessitam dessas proteções para nos poderem ajudar.

Quarentena não são férias.

Lembrem-se disso cada vez que pensarem em deslocar-se às praias e aos centros comerciais ou mesmo usarem os transportes públicos. Existem profissionais que continuam a ser obrigados a trabalhar e que a sua maior segurança neste momento é nós garantirmos que ficamos em casa. Querem espairecer e sair de casa? Usem as vossas varandas ou sejam úteis! Juntem-se à campanha do Vizinho Amigo ou coloquem, por vontade própria, uma informação no vosso prédio a informar que qualquer vizinho vosso que faça parte dos grupos de risco e tenha receio de ir à rua pode contar com vocês para passear os cães, ir à farmácia por eles ou mesmo ao supermercado.

Está na altura de olharmos uns pelos outros, de pensar duas vezes antes de atendermos aos nossos caprichos porque isso pode custar a saúde a alguém.

Publicado por Tânia

Licenciada em Sociologia e estudante de mestrado em Jornalismo. Apaixonada por tudo o que implique o mundo e livros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: