Universidade 101: qual a escolha certa?

Neste momento, deves estar a pensar para ti mesmo que opções colocar na candidatura, tendo em conta a tua média e as tuas preferências. Mas e quando existe o mesmo curso em mais do que uma faculdade, como escolher?

A realidade é que não existe um guia restrito e totalmente específico de como escolher a universidade certa para ti, a razão? A escolha difere de pessoa para pessoa, por motivos de personalidade, de valores ou princípios. Tem estas palavras em mente, enquanto leres este post e outros.

Tendo isso em conta, aqui partilho alguns detalhes por trás do meu processo de escolha:

Primeiro que tudo e após teres decidido a que cursos te queres candidatar, faz uma lista de todas as possíveis universidades que possuem os mesmos e que te interessam (sejam por serem a tua universidade de sonho ou por serem para as quais tens média). Em seguida, inicia-se o processo de perceber qual é a melhor escolha para ti e para isso podes ter em conta diversos fatores, aqui está uma lista de algumas sugestões:

  • Público ou Privado? Universitário ou Politécnico?
  • Localização
  • Finanças
  • Segurança
  • Transportes
  • Tamanho do campus
  • Comida (redores/supermercados/campus)
  • Reconhecimento do programa
  • Clubes/atividades
  • Bibliotecas e locais de estudo
  • Redondezas
  • Feel/Vibe
  • No país ou fora; no distrito ou fora
  • Ofertas de dormitório
  • Ofertas de bolsas/recursos oferecidos aos estudantes
  • Prestígio
  • Vida social
  • Ofertas de pós graduações e mestrado
  • Pessoas
  • Programa curricular
  • Empregabilidade

Esta lista contém alguns dos fatores que no decorrer da minha pesquisa pessoal descobri que outras pessoas tiveram em conta no seu processo, mas isto não quer dizer que por algo não estar na lista não pode ser importante para ti. Mantendo tudo isso em conta, faz a tua própria lista de fatores que queres considerar e em seguida coloca-os num rank, do mais importante para o menos (não tens de incluir tudo o que está na lista).

Por exemplo, no meu caso o meu rank foi algo mais ou menos parecido com isto:

  1. Público vs. Privado
  2. Localização
  3. Transportes
  4. Segurança
  5. Ofertas (tanto a nível de ajudas como pós-graduações e mestrados)
  6. Empregabilidade
  7. Programa curricular
  8. Prestígio
  9. Redondezas

Como se pode reparar, contrariamente talvez a grande parte das pessoas, mesmo incluindo o prestígio da faculdade na minha lista é dos meus últimos pontos de importância. A razão para isto trata-se de eu acreditar que por mais importante que o prestígio de uma instituição seja, ainda, é possível vingar com os estudos feitos noutro lugar com esforço pessoal.

Após fazer o rank das minhas prioridades, decidi fazer uma lista de pós e contras para cada uma das universidades que tinha inicialmente na minha lista de escolhas. É um processo demorado, pois é necessário pesquisar informação nos sites, através de pessoas que já lá estudaram ou trabalharam e muito mais. Para isso, aproveitei para falar com pessoas conhecidas, familiarizar-me com os websites de cada universidade, pesquisar informações tanto no google, como no youtube e Uniarea.

Ainda relativamente a este processo, se tiveres a possibilidade de falar com pessoas que já estudaram na instuição, seja cara a cara ou através de fórums, aqui fica algumas questões que podes achar pertinentes de colocar, dependendo do que procuras.

  • O que as pessoas pensam dos docentes. São acessíveis?
  • Como é o método de avaliação? Adapta-se facilmente ao mesmo?
  • Que atividades a faculdade oferece?
  • Oferece habitação a alunos vindos de longe? Acessível em termos de preço? Tem boas condições?
  • Existe a possibilidade de me ser designado algum orientador?
  • As cadeiras são interessantes? Qual o pior semestre? Quais as melhores formas de estudar?
  • Para condutores, a faculdade oferece parque de estacionamento ou existe algum próximo que seja possível usar? Quais os custos?
  • Como são os quartos dos dormitórios?
  • Que locais existem dentro da faculdade para estudar?

Após todo esse processo, iniciei a minha lista de pós e contras, tendo em atenção que, das minhas prioridades, valorizava instituições públicas, perto da minha zona de habitação ou com diversos meios de transportes sem custos exorbitantes, que tivessem ofertas de bolsas para estudantes com dificuldades financeiras, uma taxa de empregabilidade razoável e com um programa curricular que aliasse a teoria à prática.

Com tudo isto em mente para a divisão das informações, foi só juntar todas as informações recolhidas e comparar as faculdades que tinham tanto mais vantagens com a importância que eu dava a essas mesmas vantagens.

No meu caso, ambas as faculdades que pensei para o meu curso atual me ofereciam a mesma quantidade de vantagens e acabei por tomar a decisão baseada no facto de uma ter como vantagem os transportes e a outra a empregabilidade. Já que os valores de empregabilidade eram extremamente semelhantes entre as mesmas, por outro lado uma era de mais difícil acesso e com maiores custos a níveis de transportes relativamente à outra.

Publicado por Tânia

Licenciada em Sociologia e estudante de mestrado em Jornalismo. Apaixonada por tudo o que implique o mundo e livros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: